EU JURO QUE NÃO TE SINTO FALTA.


Eu não quero deixar a ir a memória sua, a memória nossa, o nosso eu que era tão junto como a janta de domingo e aquele tanto de arroz e feijão. Não sinto a sua falta, quer dizer, sinto falta do resto todo que o "você" me trás, mas de você? Não sinto, não sinto não. Na verdade, não quero deixar você ir, quer dizer, eu não quero deixar ir a única parte que restou de você aqui, por que cê foi a uns meses, e nem olhou em meus olhos que disse tanto que amava, e não sinto falta da sua voz, que era alento pra mim.  

Ô, céus, 
eu juro que não sinto a sua falta na semana, e juro que não fico olhando o whatsapp a cada segundo só pra ver se você está online, todos os dias. Até parece. Eu juro que não te liguei ontem por engano. Olha, eu tô falando sério quando digo que dentro de mim você não existe mais, e eu juro que não lembro desse seu cabelo escuro e de teus olhos castanhos. Juro que não lembro do toque do seu abraço e tão pouco do seu beijo com gosto de café da sua avó Maria. Da nossa música do trevo da Anavitoria. Juro que desbloqueei você, sem querer, do instagram. Juro que foi sem querer. Eu juro. 

E se você não entendeu, 
juro que não troco o nome de outros caras que conheci pelo seu, e juro que não estou arrependida do dia que terminei com você por que estava cansada de beijar o mesmo cara e ter a mesma vida.

Eu juro que não sinto a falta da sua boca, do seu jeito e da sua ligação no meio da noite pedindo para que eu ir pra janela ver o quanto a lua está linda.


Eu juro que não minto,
juro que minto.
eu juro. 






Comentários

Receba nosso conteúdo no seu e-mail :)