27.3.17

Como saber o que fazer da vida?


Você já chegou na fase que tudo parece estar te obrigando a tomar uma decisão permanente sobre o futuro?  Por aqui também e confesso que as vezes me dá um certo desespero: "Estou fazendo o certo? " Vai dar certo? " " Será que é isso mesmo?"  Sinceramente, I DON'T, mas enquanto eu não chegar lá oficialmente não vou ter como descobrir, não é? Essa incógnita sobre o futuro enche meu peito de ar e minhas costas de tensão, dizem que é normal na minha idade mas seja como for, temos que aprender a lidar.

Mas aí o seu problema acaba sendo diferente do meu, você realmente não sabe o que fazer. A vida parece um monstro de 7 cabeças, né? Quando você mata uma cabeça renasce 3 no lugar? Fica difícil, mas não desiste, no post de hoje vamos conversar sobre como descobrir o que fazer da vida.

O QUE VOCÊ ACHA QUE DARIA CERTO PRA VOCÊ?

Quando eu era menor o meu sonho era ser médica, eu vivia falando isso para a minha amiga de infância, daí eu fui crescendo e crescendo e chegou na época que ter de estudar 8 anos não me fazia sorrir, que ter de ver pessoas feridas me fazia chorar, que ver alguém sofrendo não me deixava nada empolgada, que abrir uma pessoa para uma cirurgia me arrepiava. SEM CONTAR A MATEMÁTICA, e na medicina tem cálculo, ou seja; Eu seria uma boa profissional? Não. Por mais que eu admire a medicina e por mais que eu ainda sonhe em fazer algo relacionado a ela continua sendo NÃO.

A ideia então é: O que você se vê fazendo? Medicina, direito, pedagogia, Psicologia, Ed. Física, Artes, Filosofia, Sociologia, Enfermagem?   E porque se vê fazendo tal coisa? Te deixaria feliz?

UMA LISTA NUNCA É SÓ UMA LISTA

Quais coisas você mais gosta de fazer?   O legal é você colocar no papel tudo o que gosta e tudo o que não te atrai,  foi assim que eu decidi que minha profissão seria jornalismo e que naquele momento, eu me daria bem na área.

Viajar - Jornalismo
Ser independe de sala de concreto - Jornalismo
Conhecer pessoas - Jornalismo
Escrever - Jornalismo
Flexibilidade - Jornalismo
Ajudar - Jornalismo

É claro que a gente começa a realmente entender sobre o que escolhemos ser o certo ou não quando estamos dentro do lugar, mas a questão é: SEUS GOSTOS E A SUA FELICIDADE SÃO MAIS IMPORTANTES DO QUE UM SALÁRIO ALTO E UM CARGO TE INVEJAR AS INIMIGAS.

No final o segredo tão confuso da vida está em trabalharmos a mente e coração para enfrentar as consequências das nossas decisões. Mutias pessoas escolhem uma profissão que não tem nada haver com elas por conta da grana, eu por exemplo muitas vezes me vejo abandonando o jornalismo e tentado algo mais rentável e por mais que eu ache super legal trabalhar com projetos, com cálculo, com coisas mais dependentes e tals, não me permite conseguir viver do meu jeito.

Desfocar os olhos do tanto que você vai ganhar mas focar no que você realmente vai ganhar: Bem estar, paz, e essas coisas que ninguém dá mais tanta importância, tem um amplo valor.

Sendo assim, minha dica é: Entenda o que você gosta, procure profissões ou coisas que tenham haver com isso e dê o seu melhor, porque quando a gente dá o nosso melhor em alguma coisa o $reconhecimento$ vem, seja grande ou pequeno, ele sempre vem.

O quanto você está disposto a enfrentar para viver a vida que quer ter? Tenho lutado contra isso também. Procrastinar e botar a culpa no tempo não vai mudar nada.  

Tenha sempre em mente que você não precisa fazer a mesma coisa pelo resto da vida, que você está em constante transformação e que daqui 7 anos pode gostar de outras coisas, amar outras coisas, viver de outra maneira, SABE? ESCOLHAS não são definitivas, você sempre vai poder escolher novamente. Já que nasceu por alguma razão, bora viver?

E por fim, mas muito importante: Pede para Jesus ajudar você, seu pai sempre vai te dar uns conselhos bons :)

                                          
                                                     INSTAGRAM: MONY_HACK

4 comentários:

  1. acho que temos que ter em mente que realmente essas escolhas nao sao definitivas, que temos que fazer oq gostamos, e que sempre existem opções

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
  2. Gostei muito desse post, deu pra refletir bem.
    Sempre temos que fazer o que gostamos isso é o mais importante.
    Beijos
    Jana Makes Esmaltes e Cia
    Fanpage
    Instagram

    ResponderExcluir
  3. Bons conselhos e dicas
    http://retromaggie.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  4. Eu super concordo contigo em relação a escolher o curso pelo que ama e não pelo que dá dinheiro, a mãe do meu namorado fez enfermagem, ganha super bem, mas ela odeia trabalhar com isso e hoje não trabalha, o que mais tem por ai é médico que fez medicina por pressão da família ou por status e hoje trata mal os pacientes... Eu queria mesmo era ter uma empresa minha, mas de carreira quero fazer direito, não seria minha primeira opção, eu queria ser professora, mas eu sinto que posso ajudar muito mais fazendo direito e eu adoraria ser delegada. Direito, além de dar dinheiro, me abre um grande leque de serviços com que eu posso trabalhar, a única coisa que não quero é ser advogada.
    Amei demais o seu post

    Carol | Pink is not Rose

    ResponderExcluir

@monielehackman